Fernanda Baltazar

Comecei a praticas pilates em busca de uma atividade física. Hoje minha vida melhorou 120%: tenho mais flexibidade, perdi peso e durmo bem melhor. Além disso, o período em que estou me exercitando traz outro benefício: é um tempo só para mim.


Bruna Jardim

Há um ano comecei a praticar pilates por sugestão médica. Hoje recomendo a todos, depois que sinto seus benefícios. Nunca mais tive dores nas costas, mudei minha postura no trabalho, na forma de andar e de sentar. Tenho mais consciência corporal e não pretendo parar nunca.


Adriana Morávia

35 anos

Pratico o pilates na Plennus com a fisioterapeuta Keyla desde o início da gravidez. Além dos benefícios de se fazer uma atividade física, percebi que o pilates me ajudou muito a prevenir dores lombares e inchaços nas pernas, desconfortos muitas vezes comuns na gravidez. Além de trabalhar a respiração, permitindo uma melhor oxigenação intra-uterina. Gostaria de agradecer a dedicação e o carinho desta profissional que com competência me ajudou muito neste momento tão especial.


Ronaldo Divino

63 anos

Vinha sofrendo dores lancinantes na região lombar, que irradiava para a perna causando ate dormência no pé. Essas dores me impossibilitavam de trabalhar e ter qualquer tipo de convívio social, trazendo junto até uma depressão. Tinha experimentado os mais variados tratamentos desde os mais tradicionais até os mais avançados e modernos, sem obter nenhum resultado. Sem mais nenhuma esperança de cura, em março de 2012 tive a felicidade de conhecer o pilates. Desde então frequento a Plennus Pilates e usufruo deste método com profissionais da mais alta qualificação, senso de responsabilidade amor e dedicação pelo trabalho. Consegui com este apoio profissional a cura para o meu problema, tendo cada dia mais benefícios. Hoje me considero completamente curado e livre dos incômodos causados pelas dores. Agradeço este beneficio a competência, dedicação e amizade dos profissionais que me atenderam.


Roberto Hudson

60 anos

Pratico o Pilates na "Plennus Pilates" desde meados de 2012. Iniciei o programa, ministrado pela Keyla, com o objetivo de obter melhorias de postura, redução das constantes "dores na coluna", além de outras desconfortáveis limitações musculares que se apresentavam à época. Em fins daquele ano, recebi o diagnóstico da Doença de Parkinson, que deu "sentido" aos diversos sintomas que se apresentavam à mim, desde então. Em conjunto, optamos por um programa de Pilates tipo "Personal", de forma a se obter uma ação do Pilates dedicada e focada no meu caso. Desde então, os resultados tem sido animadores, seja nas questões associadas ao equilíbrio, nas diversas limitações musculares ou mesmo na lentidão de movimentos. Tenho comigo, que este deva ser um "trabalho" continuo, de forma a, permanentemente, contrapormos ações à degeneração, nos diversos aspectos do corpo, que esta doença nos impõe.